O Exército dos EUA firmou um contrato de US$ 72,5 milhões com a BAE Systems para pesquisa e desenvolvimento de munições guiadas de precisão.

O contrato, concedido pelo Centro de Armamentos do Comando de Desenvolvimento de Capacidades de Combate do Exército dos EUA (DEVCOM AC), terá uma duração de três anos e tem como objetivo impulsionar os esforços de modernização do fogo de precisão de longo alcance do Exército.

Brent Butcher, Vice-Presidente e Gerente Geral de Sistemas de Armas da BAE Systems, expressou entusiasmo com a parceria estabelecida com o DEVCOM AC e destacou a importância de desenvolver uma capacidade de fogos de longo alcance altamente manobrável, capaz de enfrentar alvos de alto valor no campo de batalha.

Ao longo dos últimos anos, a BAE Systems tem investido no desenvolvimento de munições de alcance ultralongo e hipervelocidade. Nesse contrato, a empresa trabalhará em colaboração com o DEVCOM AC para aprimorar a performance das munições de canhão de precisão, permitindo que elas derrotem alvos fixos e móveis em ambientes com sinal de GPS degradado ou inexistente, com um alcance duas vezes maior do que as munições guiadas de precisão (PGMs) lançadas por canhões atualmente em uso.

Já em 2021, a BAE Systems recebeu um contrato de US$ 16 milhões para desenvolver e demonstrar a eficácia das PGMs contra alvos terrestres de longo alcance.

Graduado em Analise e Desenvolvimento de Sistemas e nascido em Sertãozinho, no interior paulista. Criei o site Indústria 360 para ajudar estudantes e profissionais do setor industrial com conteúdo relevante e em português. Apaixonado por tecnologia, programação e um bom café.

0